PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 7151884
 Online Agora: 70
Saúde
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  01/06/2021 às 01h12
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Dia Mundial sem Tabaco: Conheça a nicotina, a grande vilã que mata milhões de pessoas por ano
No Dia Mundial sem Tabaco, PhD e neurocientista Fabiano de Abreu explica como a nicotina vicia tanto as pessoas e quais os seus efeitos no organismo

01/06/2021 às 01h12

Dados da Organização Mundial da Saúde apresentados no final de 2020 revelam que o tabaco mata mais de 8 milhões em todo o mundo, anualmente. Para preocupar ainda mais, mais de 7 milhões dessas mortes resultam do uso direto deste produto, enquanto cerca de 1,2 milhão de pessoas que perdem a vida são não-fumantes expostas ao fumo passivo. Além disso, a OMS estima que 80% dos mais de um bilhão de fumantes do mundo estão vivendo em países de baixa e média renda, onde o peso das doenças e mortes relacionadas ao tabaco é maior.

Para chamar a atenção para as mortes que causam, o Dia Mundial sem Tabaco é celebrado anualmente no dia 31 de maio. Nessa oportunidade, a OMS promove uma série de campanhas para informar o público sobre os perigos do uso do tabaco, as estratégias da indústria do tabaco e as ações para o controle do tabagismo.

Mas afinal, o que é o tabaco?

Conforme explica o PhD, neurocientista, neuropsicólogo e biólogo Fabiano de Abreu, o tabaco é uma planta (Nicotiana tabacum) “cujas folhas são utilizadas na confecção de diferentes produtos que têm como princípio ativo a nicotina, que causa dependência. No mercado se encontram diversos produtos derivados de tabaco: cigarro, charuto, cachimbo, cigarro de palha, cigarrilha, bidi, tabaco para narguilé, rapé, fumo-de-rolo, dispositivos eletrônicos para fumar e outros”.

Nicotina: "A molécula de Nicotina, considerada uma droga psicoativa, ela imita o papel de um neurotransmissor chamado acetilcolina, que está relacionado com o movimento muscular, respiração, frequência cardíaca, apetite, humor, no aprendizado e na memória. Inclusive tem relação com o tratamento da doença de Alzheimer no retardamento da degeneração do sistema nervoso central. Pessoas com a Doença de Alzheimer têm níveis baixos de acetilcolina no cérebro”.

Além disso, quando a nicotina chega no cérebro, “ela se junta aos receptores de acetilcolina imitando suas ações, assim como ativa áreas do cérebro envolvidas com o prazer e gratificação aumentando os níveis de dopamina, outro neurotransmissor, relacionado ao vício”. A título de curiosidade, isso explica de forma científica como o jogo também vicia, devido à ativação constante deste neurotransmissor da recompensa.

Fabiano revela que a nicotina também induz a liberação de mais um neurotransmissor, "o glutamato, que é excitatório e está envolvido com a plasticidade sináptica. Por isso a nicotina pode melhorar na memória, mas não pela forma de tabaco, já que é um redutor da oxigenação cerebral”.

Vale lembrar que pequenas doses de nicotina "pura" agem como estímulo e subsequentemente, como depressor. “Já as altas doses tem efeito rápido de estímulo, mas também tem um efeito depressor duradouro e tóxico”, e isso pode ser percebido por qualquer pessoa que tenha contato com fumantes, observa Fabiano. “Sabe quando as pessoas ficam nervosas quando param de fumar? Isso acontece porque o cérebro recebe menos dopamina. Por não absorver nicotina, outro neurotransmissor é produzido, na exigência de resposta para a liberação de dopamina, a noradrenalina”.

Além da nicotina, Fabiano lembra que há outras substâncias químicas que são prejudiciais para o cérebro e o organismo em geral. Para quem não sabe, “o tabagismo pode levar ao aumento da ansiedade, depressão e esquizofrenia. Assim como aumentam os riscos para a pessoa desenvolver a doença de Alzheimer”, completa.

Tudo isso se reflete em números cada dia mais preocupantes. No Brasil, por exemplo, segundo o Ministério da Saúde, 428 pessoas morrem por dia por causa da dependência à nicotina. Enquanto R$ 56,9 bilhões são perdidos a cada ano devido a despesas médicas e perda de produtividade, e 156.216 mortes anuais poderiam ser evitadas. “Que este dia traga mais conscientização à sociedade, e quem sabe isso reflita numa queda desses números nos próximos anos”, finaliza Fabiano.






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Saúde
11/06/2021
Estado envia mais de 66 mil doses de AstraZeneca e Pfizer nos lotes 23 e 24 para...
09/06/2021
VACINÔMETRO EM AÇÃO
01/06/2021
Dia Mundial sem Tabaco: Conheça a nicotina, a grande vilã que mata milhões de pe...
27/05/2021
Boletim aponta mais de 4.200 casos prováveis de dengue na Zona da Mata e Vertent...
27/05/2021
Bolsonaro sanciona lei que amplia o teste do pezinho no SUS
21/05/2021
Mudanças de temperatura expõem aos riscos de infecções respiratórias
20/05/2021
Depois de tomar a vacina, ainda preciso usar máscara?
04/05/2021
Veja as diferenças entre as vacinas Pfizer, Coronavac, Astrazeneca
19/04/2021
Preciso fazer teste depois de tomar a vacina contra Covid-19?
16/04/2021
Vacinação contra a Gripe começa nesta sexta, na Escola São José
13/04/2021
Uma vacina para salvar os leitos de UTI do SUS
13/04/2021
Campanha de vacinação contra a gripe: saiba como vai funcionar
12/04/2021
Secretaria de Estado da Saúde distribui vacinas para a Zona da Mata e Vertentes
08/04/2021
Novos leitos em Rio Pomba fortalecem assistência hospitalar na Macro Sudeste
01/04/2021
Eu Cuido, Eu Treino: ACAD lança movimento de combate ao sedentarismo na semana i...
25/03/2021
Estado distribui 542.550 doses de vacina contra covid-19 às 28 Regionais de Saúd...
25/03/2021
Entenda a relação entre a vacina da gripe e o combate à Covid-19
18/03/2021
Queiroga defende uniformidade das ações e distanciamento social para reduzir mor...
12/03/2021
Regionais de Saúde da Zona da Mata e Vertentes recebem novo lote com mais de 44 ...
05/03/2021
Brasil recebe insumos da China para 14 milhões de doses de Vacina
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br