PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 7417425
 Online Agora: 14
Meio Ambiente
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  08/01/2021 às 23h00
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
O destino do lixo e o futuro do meio ambiente

08/01/2021 às 23h00

Luiz Gonzaga Alves Pereira

Dentre os 5.570 municípios brasileiros, 2.700 permanecem no estágio de lixões, causando danos ambientais, emitindo gases de efeito estufa e colocando em risco a saúde pública. Porém, a luta pela erradicação desse nocivo modelo, uma causa ecológica significativa e justa, tem avançado, pois, das 2870 cidades que ultrapassaram o estágio de lixões, 2.727 usufruem de aterros sanitários. Em 136 cidades, utilizam-se usinas de triagem e compostagem e nas sete restantes, incineração.

Os dados, atualíssimos, constam do Atlas da Destinação Final de Resíduos - Brasil 2020, produzido pela Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre), por meio de pesquisa em numerosas fontes de informações. Consultamos prefeituras, órgãos estaduais e municipais de meio ambiente e as primeiras informações obtidas pelo Sinir (Sistema Nacional de Informações sobre a Gestão dos Resíduos Sólidos), instituído em julho de 2019 pelo Governo Federal e cuja construção também teve o apoio de nossa entidade.

A análise do novo atlas demonstra que, embora ainda haja um grande desafio a ser vencido, o Programa Lixão Zero, do Ministério do Meio Ambiente, com o qual a Abetre mantém acordo de cooperação técnica desde o início de 2019, começa a mostrar resultados positivos. São passos importantes, depois de uma década na qual a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) ficou patinando na inércia, desde sua instituição pela Lei 12.305, em 2010.

Estão estabelecidas as condições para que os municípios que não encontravam soluções adequadas para a destinação do lixo possam solucionar a questão, incluindo a contratação de aterros sanitários privados, como está ocorrendo em várias localidades. Tais providências são prioritárias, considerando que os lixões seguem afetando mais de 50 milhões de brasileiros, sendo vetores de disseminação de doenças infectocontagiosas e lançando na atmosfera seis milhões de toneladas anuais de gases de efeito estufa.

Cabe lembrar que também contribui para a erradicação dos lixões, o Marco Legal do Saneamento Básico (Lei 14.026/2020), sancionado em 15 de julho do ano passado. A norma possibilita a livre concorrência para todos os serviços de água, esgoto, coleta, tratamento e destinação do lixo, com a participação da iniciativa privada, tendo acabado com a prerrogativa das municipalidades de contratarem companhias estatais sem licitação para atenderem a essas demandas. Estabelece, ainda, a sustentabilidade econômico-financeira dos serviços. Viabiliza-se, portanto, o que, até pouco tempo atrás, parecia inviável: a construção de 500 aterros sanitários regionais em todo o País, com investimento estimado em R$ 2,6 bilhões.

O Brasil passa a contar com mecanismos eficazes para a gestão correta dos resíduos sólidos e, portanto, a melhoria do meio ambiente urbano. Trata-se de um avanço relevante para o cumprimento dos compromissos do País no tocante à redução da emissão de carbono, ao Acordo de Paris e, sobretudo, à saúde e qualidade da vida de sua população.

*Presidente da Associação Brasileira de Empresas de Tratamento de Resíduos e Efluentes (Abetre)


 






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Meio Ambiente
09/06/2021
ENCONTRO VIRTUAL DO MUNICÍPIO ALCANÇOU SUCESSO
08/06/2021
Meio Ambiente: É hora de incentivar as crianças para neste tema
02/06/2021
Você conhece o caminho percorrido até chegar no Dia Mundial do Meio Ambiente?
20/05/2021
Política ambiental é decisiva para o País
21/04/2021
Meio ambiente foi tema de reunião entre empresários e ministros Salles e Tereza ...
19/04/2021
Meio Ambiente amplia Projeto de Recolhimento de Vidros no Município
19/04/2021
Rede Monitoramento Covid Esgotos passa a valer em cinco capitais
29/03/2021
Desmatamento faz com que municípios da região amazônica liderem a emissão de gas...
05/02/2021
Vale adiciona despesa de R$ 20 bi – Mina Córrego do Feijão
08/01/2021
O destino do lixo e o futuro do meio ambiente
24/09/2020
Prazo para apresentação de plano para fim de lixões nos municípios encerra no fi...
13/08/2020
Decreto institui comitê de regularização de imóveis rurais na Amazônia e no Cerr...
11/08/2020
Estiagem demanda economia de água
24/07/2020
Máscaras e luvas, da proteção contra a COVID-19 ao novo impacto ambiental
06/07/2020
Hora de avançar com o saneamento
23/06/2020
Com base em amostras de esgoto, projeto da UFMG estima que mais de 50 mil estão ...
12/06/2020
Saiba mais sobre o contexto das questões ambientais no Brasil
05/06/2020
Para 85% dos brasileiros, proteção do meio ambiente deve ser prioridade na retom...
05/06/2020
Dia Mundial do Meio Ambiente e o impasse dos lixões no Brasil
03/06/2020
Minas Gerais comemora a Semana do Meio Ambiente
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br