PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 6828681
 Online Agora: 21
Política
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  03/11/2020 às 20h57
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Quem tiver sido diagnosticado com covid-19 a partir de 1º de novembro não poderá votar

03/11/2020 às 20h57

*Jalila Arabi

Quem for infectado pelo novo coronavírus a partir de agora não poderá votar nas eleições municipais de 2020. A determinação faz parte do Plano de Segurança Sanitária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que traz a mesma orientação a mesários. De acordo com o documento, quem contrair a doença 14 dias antes do pleito, que começou a contar nesse domingo (1º), não pode comparecer às urnas. O primeiro turno está marcado para o dia 15 de novembro. 

Segundo o Tribunal, a medida se faz necessária para impedir a propagação do vírus. Por isso, quem tiver sido diagnosticado com a doença a partir do dia 1º de novembro ou tiver febre no dia da votação não deve comparecer à zona eleitoral ou trabalhar como mesário. 

No dia da eleição, será obrigatório o uso de máscara pelo eleitor. A medida também vale para mesários, que, além das máscaras, utilizarão face shields. O TSE avisa que haverá álcool em gel para higienização das mãos nas seções eleitorais e álcool líquido para higienização de superfícies e objetos, com exceção da urna eletrônica, que só pode ser higienizada por técnicos especializados.

O eleitor ou mesário que tenha sido diagnosticado com a covid-19 a partir de 1º de novembro poderá justificar a ausência em até 60 dias após a realização das eleições, ou seja, até 14 de janeiro de 2021. Caso a ausência não seja justificada, a pessoa estará sujeita a multa.

*Jornalista formada há 15 anos e pós-graduada em língua portuguesa, com experiência em redação, rádio e assessoria de imprensa. Antes de ingressar na redação do Brasil61, passou por importantes órgãos, como Inep/ MEC, Ministério do Desenvolvimento Agrário, Frente Nacional de Prefeitos e Federação Nacional dos Policiais Federais, além de realizar cobertura dentro do Congresso Nacional.






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Política
02/02/2021
Com vitória de Rodrigo Pacheco, Minas recupera protagonismo
02/02/2021
Em 1º ato, Lira anula decisão de Maia e rejeita bloco de Baleia Rossi
03/01/2021
Projeto inédito do G1 permitiu a publicação das posses em todos os 5.568 municíp...
27/11/2020
Eleitores devem estar atentos às proibições no dia do segundo turno das eleições
27/11/2020
Quem não votou no primeiro turno poderá votar no segundo, afirma TSE
20/11/2020
RESULTADOS DA 239ª ZONA ELEITORAL
19/11/2020
A nova geografia eleitoral no Brasil e nos EUA
12/11/2020
ELEIÇÕES 2020: Saiba como justificar a ausência nas eleições deste ano
12/11/2020
SUA EXCELÊNCIA O ELEITOR!
09/11/2020
DICAS PARA O ELEITOR
09/11/2020
O PODER DO VOTO
07/11/2020
Biden vence eleições dos Estados Unidos
06/11/2020
Votos pelo correio. Democracia ou fraude?
03/11/2020
Quem tiver sido diagnosticado com covid-19 a partir de 1º de novembro não poderá...
30/10/2020
Eleitores poderão acessar novo portal da Justiça Eleitoral sem gastar pacote de ...
22/10/2020
Candidatos têm até domingo para enviar prestação de contas parcial
14/10/2020
Em quatro anos, candidaturas femininas cresceram 16,2%, segundo TSE
06/10/2020
Teatro Político com Pequena Audiência
30/09/2020
Propaganda Eleitoral já está liberada
30/09/2020
A covid-19 e as eleições municipais
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br