PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 5771716
 Online Agora: 14
Saúde
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  23/06/2020 às 17h02
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Investimento feito pelo Estado no sistema de Saúde terá efeitos também pós-pandemia
 Reforço estrutural, com ampliação de leitos e expansão da rede laboratorial, trará benefícios para população também no futuro

23/06/2020 às 17h02

O investimento em hospitais de estrutura permanente, neste momento, será importante, também, para melhorar de maneira geral as condições de Saúde em Minas Gerais no pós-pandemia. Na segunda-feira (22/6), em coletiva virtual, o secretário de Estado de Saúde (SES-MG), Carlos Eduardo Amaral, destacou a importância das ações realizadas pelo governo mineiro para garantir a disponibilização de uma estrutura devidamente aparelhada e apta ao funcionamento, e que, futuramente, servirá ao Sistema Único de Saúde (SUS) não apenas no contexto de enfrentamento à covid-19.

“Fica um legado para a sociedade quando a pandemia passar. Preferimos abrir leitos em hospitais que já existem, que já têm toda a estrutura e protocolos, por exemplo. É muito mais simples conseguirmos ampliações nesses hospitais, como estamos fazendo reiteradas vezes na Rede Fhemig. Ou seja, em cada momento da epidemia, nós abrimos módulos de dez leitos”, afirmou o secretário.

Em relação às mais recentes ampliações anunciadas nos hospitais administrados pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), Amaral apontou que cinco leitos de UTI já ficarão disponíveis a partir da próxima quarta-feira (24/6), por conta de remanejamento de profissionais. Os demais estarão aptos assim que forem finalizados os procedimentos de contratação de equipes, o que deve levar em torno de 15 dias. 

Expansão

O secretário também relembrou a expansão da rede pública de laboratórios que, além da Fundação Ezequiel Dias (Funed), conta também com a Fundação Hemominas; o Instituto René Rachou, da Fiocruz; universidades federais; Secretaria Municipal de Saúde de Sete Lagoas; Laboratório Federal de Defesa Agropecuária; e, agora, o Laboratório Municipal de Belo Horizonte.

Para o secretário, a ampliação da rede laboratorial é indicador de que Minas tem conseguido reagir à demanda por testes. “Acreditamos que temos testes em número suficiente para os que tiverem a necessidade do exame”, pontuou. 

Pico

Com relação ao pico da epidemia, Amaral comentou que as projeções estão mantidas, até o momento, para 15/7. “É importante lembrar que esses picos, demonstrados pelas projeções, dependem do ambiente social, do maior ou menor grau de isolamento; são projeções dinâmicas. Por isso, temos atuado, sobretudo, nos últimos 15 dias, para a redução de novos casos”, pontuou. 

Boletim epidemiológico

Até a data de hoje (23) foram confirmadas 29.897 pessoas infectadas. Estão em acompanhamento 11.882 pacientes e outros 17.295 estão recuperados. Minas Gerais contabiliza 720 óbitos em decorrência da doença. Tendo em vista esse cenário, o secretário mencionou orientações para atenção primária à saúde, realizada pelos municípios em nível ambulatorial. “Pedimos que preparem fluxos separados. É de se esperar um aumento da demanda local, então esses serviços devem estar organizados para conseguir absorver a demanda”.  

Lockdown

Quanto à possibilidade de instituição de regime de lockdown, com ações de maior intensidade de restrição de circulação de pessoas e de funcionamento de atividades, o secretário destacou que só haverá imposição da medida, em regiões específicas, em caso de indicadores de descontrole da epidemia. “Devemos lembrar que lockdown é alternativa, não algo desejado. O isolamento adequado, dentro de parâmetros como os previstos no ‘Minas Consciente’, evita essa medida”, avaliou.

O secretário adjunto da SES-MG, Marcelo Cabral, complementou dizendo que protocolos para a eventualidade de lockdown já foram delineados e, agora, passam por ajustes. Cabral também destacou a importância de adesão ao plano ‘Minas Consciente’, de forma que as medidas de isolamento sejam coordenadas e possam seguir um padrão de conduta. 

“Estamos há cerca de um mês conversando com prefeitos e secretários tentando auxiliá-los. Nós temos dito, até de forma incisiva, que, ainda que se busque a expansão dos leitos, de nada adiantará se não tivermos o controle adequado sobre a transmissão da doença”, sinalizou. (Fonte: Segov/MG)






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Saúde
27/10/2020
35% das crianças vacinaram contra poliomielite
20/10/2020
Ginecologista aborda aspectos do câncer de mama
15/10/2020
Programa de financiamento da Saúde define tabela de repasses
14/10/2020
Vacinação de pessoas entre 20 e 49 anos segue até dia 30 de outubro
06/10/2020
Multivacinação e imunização contra a poliomielite teve início em todo país
16/09/2020
Estudo clínico da vacina AZD1222 é reiniciado no Brasil
16/09/2020
FIEMG mobiliza recursos para desenvolvimento de vacina contra a Covid-19
02/09/2020
Empresas de diálise cobram socorro financeiro do Governo Federal
29/08/2020
Dia Nacional de Combate ao Fumo
28/08/2020
Saúde vai especificar data de óbitos por covid em boletim
13/08/2020
Desenvolvimento de diferentes vacinas para o coronavírus ajuda na descoberta de ...
11/08/2020
Saúde analisa impacto de isolamento social no combate à covid-19
11/08/2020
Coronavírus pode ser transmitido pelos olhos
04/08/2020
Especialista da UFMG explica nova onda de contágio pelo coronavírus
31/07/2020
Covid-19: Minas Gerais é o estado com menor taxa de óbito por 100 mil habitantes
31/07/2020
Municípios recebem do MS mais de R$ 18,5 mi para combate à covid-19
27/07/2020
Candidata à vacina contra Covid-19 da Moderna entra em estágio avançado de teste...
27/07/2020
Análise de esgoto pode indicar regiões mais afetadas pelo novo coronavírus antes...
08/07/2020
Por quê a Ásia se tornou o epicentro de diferentes doenças?
02/07/2020
Mais de 20 milhões de pessoas ainda precisam se vacinar contra a gripe
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br