PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 5582943
 Online Agora: 18
Nacionais
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  25/03/2020 às 17h59
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
O pânico coletivo gerado pelo coronavírus

25/03/2020 às 17h59

*Leonardo Torres


Um dos grandes vilões na luta contra o COVID-19 é o pânico coletivo que ele tem gerado. Apesar dos especialistas alertarem que não é necessário ter pânico, não é da escolha racional do indivíduo comum tê-lo ou não. Na realidade, o pânico é tão contagioso quanto qualquer vírus e isso pode acarretar em um grande problema social, promovendo violências generalizadas.

Quando um grupo é acometido pelo pânico, ele acaba por regredir a um estado mental mais infantilizado, gerando duas situações: a primeira, uma grande ansiedade e furor, a qual deixa atônito cada indivíduo do grupo; e a segunda, promove atitudes de violência generalizadas. Esses estados mentais levam a três consequências principais:

Primeiro, quem fica atônito perante ao objeto fóbico, neste caso o novo coronavírus, tende à desistência. O que pode acarretar em um descuido com a própria prevenção do vírus, levando o indivíduo a se contaminar e transmitir para outros. Quem desiste acredita que todos irão contrair o vírus e que pode ser o fim de tudo; contudo, assim como as crianças da Itália mostraram que há esperança, não é hora de desistir, é hora de prevenir.
A segunda consequência é a já conhecida reação de fuga diante do pânico. Isso faz com que os indivíduos queiram abastecer suas casas com mantimentos e se isolarem. É verdade que o isolamento social é recomendado, mas o estoque de mantimentos pode acarretar tanto em violências, saques e furtos nos estabelecimentos, quanto deixar outros indivíduos passando necessidades.
A terceira e última consequência é o enfrentamento, na psicanálise denominada de contrafóbico, ou seja, o indivíduo vai tentar enfrentar o que lhe dá medo, pois o medo do objeto fóbico é pior do que o próprio objeto. Isso acarreta, assim como a primeira consequência, na não prevenção. O indivíduo no estado de enfrentamento fica tentado a ir em aglomerações para se sentir mais forte que o vírus, bem como promover contato físico com conhecidos, o que aumenta as chances de contágio e transmissão do vírus.
O que a população necessita neste momento é bom senso. Seguir os conselhos oficiais, fazer a sua parte na prevenção, pois, com certeza, os danos do novo coronavírus serão aplacados.

*Professor e palestrante, Doutorando em Comunicação e Pós graduando em Psicologia






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Nacionais
16/09/2020
Pandemia, imprudência no trânsito e o desprezo pela vida
14/09/2020
Diferença no enfrentamento da pandemia: básico público e privado
12/09/2020
Rio de Janeiro é tema do especial de TV “Braços Abertos”
09/09/2020
Vacina, esperança com prudência
09/09/2020
Setembro Amarelo: Campanha visa conscientizar, diminuir e prevenir casos de suic...
04/09/2020
Quais são os reais impactos da nova nota de 200 reais
02/09/2020
Começa a circular hoje (2) a nota de R$ 200 no país
28/08/2020
COVID-19 – Lições da primeira grande pandemia do século XXI
24/08/2020
O caminho da retomada
18/08/2020
Municípios começam nomear mesários e membros de mesas receptoras de votos nesta ...
11/08/2020
Miss Brasil 2020 será anunciada no próximo dia 20
08/08/2020
Em 14 anos, Lei Maria da Penha ganha aliados no combate à violência doméstica
31/07/2020
O poder das milícias no Brasil
30/07/2020
A polêmica nota de R$200,00
29/07/2020
Teste de vacina contra o Coronavírus
27/07/2020
Aumento da temperatura no planeta tem efeitos sobre o metabolismo dos insetos
24/07/2020
No Dia do Motorista o Brasil não tem motivos para comemorar
22/07/2020
Começam os testes da vacina contra o novo coronavírus no Brasil
09/07/2020
Atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica é serviço essencial, defin...
25/06/2020
Mais 2,5 mil equipes de Saúde da Família passam a integrar programa de informati...
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br