PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 5074764
 Online Agora: 8
Regional
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  03/02/2020 às 11h44
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Interdição da MG-133 afeta trânsito das cidades da região
Prefeituras apontam congestionamentos, enquanto trabalhadores se queixam de trajeto aumentado

03/02/2020 às 11h44

Por Gracielle Nocelli e Renan Ribeiro (colaborou Gabriel Silva, estagiário sob supervisão do editor Eduardo Valente)

Com a abertura da cratera no km 21 da rodovia MG-133, entre Tabuleiro e Rio Pomba, os moradores das cidades pertencentes às microrregiões de Ubá, Viçosa e Ponte Nova, na Zona da Mata mineira, que precisarem se deslocar até Juiz de Fora, devem seguir pela MG-353, no percurso por Piraúba, passando por Guarani, Rio Novo, Goianá até Coronel Pacheco, onde retomam o trajeto normal. A alteração do trajeto já impactou a rotina dessas comunidades, principalmente para trabalhadores e pacientes em tratamento de saúde, que tiveram o tempo de viagem prolongado. Os municípios que integram a rota alternativa sentem os efeitos do aumento de fluxo de veículos e temem as consequências diante da fragilidade das vias utilizadas, muitas vezes ruas pequenas, que comportam pouco movimento. Em Guarani, várias vias que dão acesso à Ponte Ibrahim Abi-Ackel, estrutura de mão única construída sobre antigo pontilhão da Rede Ferroviária, estão ficando congestionados de caminhões (Veja foto). 

Na última quarta-feira (29), no horário de pico, a rodovia MG-353 enfrentou congestionamento de cerca de três quilômetros na altura de Guarani. “O trânsito está muito lento, pois o fluxo de veículos aumentou 80%”, disse o prefeito de Guarani, Paulo Neves (PV). A cidade, que está em estado de emergência por causa das chuvas, se preocupa com as condições da pavimentação. “O asfalto não está acostumando a receber veículos pesados, sobretudo, carretas.” Os automóveis que passam pelo município, localizado entre Rio Novo e Piraúba, precisam utilizar uma ponte de mão única, construída sobre um antigo pontilhão que servia à estrada de ferro.

Em Goianá, o aumento do movimento impactou diretamente a rotina da população. “Os veículos estão passando numa área em que temos um comércio forte, e os moradores estão habituados a pararem os carros para fazerem as compras, já que o tráfego no local costuma ser bastante calmo. Com esta mudança no fluxo, nós sinalizamos toda a área para que as pessoas não estacionem por ali a fim de evitar acidentes”, explicou o prefeito Estevam de Assis Barreiros (PCdoB). Quem passa pela via principal de acesso à MG-353, além de automóveis, pode perceber o trânsito de charretes, ciclistas e motociclistas.

Saúde e Educação

De acordo com a Prefeitura de Rio Pomba, muitos moradores da cidade realizam tratamentos de saúde em Juiz de Fora. “Fazemos duas viagens diariamente. Com o uso desta rota alternativa, temos saído uma hora mais cedo para que as pessoas cheguem a tempo dos horários marcados. Isto aumenta o cansaço e, também, o custo da viagem”, explica o secretário de Administração, Vinícius Leal Faria. Segundo ele, a expectativa é de que o acesso alternativo na MG-133, por meio de uma propriedade particular, seja providenciado em breve. “Na próxima semana, além dos pacientes em tratamento de saúde, teremos os estudantes que também se deslocam diariamente para Juiz de Fora. São cerca de 40 alunos.”

Construção de alternativa para o tráfego

Há uma série de medidas que são pensadas para melhorar o fluxo entre as cidades afetadas. De acordo com o prefeito de Tabuleiro, Dauro Martins (PP), uma das opções seria usar um terreno do lado da via que cedeu. “Estive no local com os responsáveis pelo Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER- MG) e verificamos que o terreno é firme. Então, se o chefe do DER liberar, podemos fazer um tubulão (fundação profunda de concreto) e aterrar, como um desvio lateral mesmo.”

De acordo com o prefeito, entre as vantagens dessa solução, está manter a mesma distância para as viagens até Juiz de Fora, sem a necessidade de grande alteração no trajeto. “Precisaremos fazer o tubulão e socar a terra para fluir o trânsito por esse local. Essa opção seria, inclusive, a mais rápida. Não é difícil de fazer. Tem caminhão, tem outros equipamentos, inclusive de outras cidades, como Rio Pomba, que podemos usar para esse fim. Agora é esperar a avaliação do DER.

DER-MG não tem previsão

A Tribuna entrou em contato com a assessoria do DER-MG, que informou apenas que “já sinalizou o trecho e a opção de rota para o deslocamento entre Ubá e Juiz de Fora é seguir pela MG-285, até Piraúba e depois pela MG-353, até Coronel Pacheco. O Departamento está estudando a melhor solução para recuperar o local.” Não foi dada previsão de quando a rodovia MG-133 será recuperada e nem a confirmação sobre a construção do acesso alternativo.

Buracos na pista

Enquanto uma solução definitiva não é tomada, o caminho alternativo pela MG-353 se tornou foco de atenção. O problema, segundo o comandante do Pelotão Rodoviário da Polícia Militar, tenente Júlio César Almeida, é que a via concentra muitos buracos. Como ela tinha pouco fluxo de veículos até então, não tinha entrado na programação das operações de tapa-buracos. Agora, com o aumento do tráfego, a intenção é que a rodovia receba melhorias, embora no momento, não seja possível prever quando o serviço poderá ser executado.

O tenente Almeida explica que a recomposição asfáltica que era feita por Juiz de Fora aguarda o desenrolar da licitação e depende do apoio de outros municípios, como Varginha e Três Rios, no caso de sinistros, como o ocorrido na MG-133. Além disso, com as chuvas, as usinas de asfalto não podem funcionar. “O DER tem conhecimento desse problema com os buracos, está respondendo aos questionamentos que chegam a respeito, mas precisam que as condições sejam favoráveis para que o serviço seja executado.” (Fonte: Tribuna de Minas)






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Regional
26/05/2020
Minas vai receber primeira fábrica de células de bateria de lítio-enxofre do mun...
23/05/2020
Macrorregiões Norte e Centro-Sul avançam para onda branca do programa Minas Cons...
19/05/2020
Sistema prisional mineiro produz 1 milhão de máscaras de proteção à covid-19
12/05/2020
Governo de Minas destina R$ 274 milhões em crédito para as prefeituras
08/05/2020
Uso de máscara passa a ser obrigatório em ônibus intermunicipal e metropolitano
20/04/2020
Justiça libera entrada de ônibus na capital mineira
02/04/2020
Ministério Público e Secretaria de Fazenda criam força-tarefa contra aumento abu...
26/03/2020
Governo de Minas estuda ampliação de leitos em Juiz de Fora
20/03/2020
Atendente virtual da Energisa, 24 horas com você pelo WhatsApp
13/03/2020
Embrapa lança edital de até R$ 1,5 milhão para projetos de inovação em cadeia le...
12/03/2020
MG-353 é reaberta ao tráfego entre JF e Coronel Pacheco
05/03/2020
Cidades da região voltam a registrar ocorrências em decorrência da chuva
03/03/2020
Governos de Minas e São Paulo firmam parceria para monitoramento e minimização d...
03/03/2020
Cidades devem planejar para enfrentar as águas
21/02/2020
DER-MG mantém plantão permanente durante período de chuvas
21/02/2020
Polícias alertam para condições das estradas da região
20/02/2020
DER autoriza utilização de desvio na MG-133
15/02/2020
Prefeito de Tabuleiro aguarda chegada de maquinário para obra na MG-133
14/02/2020
Ruas inundadas impedem tráfego de veículos em Guarani
13/02/2020
Fortes chuvas castigam Zona da Mata
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br