PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 4729331
 Online Agora: 7
Crônicas Aristides Souza
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  24/01/2020 às 21h48
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Uma fala intempestiva

24/01/2020 às 21h48

Aristides Souza Gomes

             O atual Ministro da Economia do Brasil, senhor Paulo Guedes, encontra-se em Davos na Suíça, na qualidade de representante do Presidente da República, senhor Jair Bolsonaro, onde participa do Fórum Econômico Mundial, cujo evento teve início no último dia 20 do corrente mês, com encerramento hoje, 24 de janeiro.

Em seu discurso proferido no painel do referido fórum, no dia 21, eis que o representante brasileiro disse em alto e bom som: " a pobreza se constitui na maior inimiga do meio ambiente," numa alusão direta ao problema que afeta a região amazônica. Tal argumento, lamentável sob todos os aspectos, foi prontamente rechaçado pelos estudiosos no assunto, além de diversas representações estrangeiras ali presentes.

É sabido de todos que acompanham as redes sociais, e que têm o devido interesse pelas situações que nos dizem respeito, que o desmatamento ocorre com grande intensidade na fronteira agropecuária de nosso país, sob a liderança de produtores rurais, uma vez que somente através da disponibilidade de recursos financeiros, conseguirão sucesso nessa empreitada.

Por outro lado, é totalmente inconcebível querermos associar o modo de vida à miséria na região, conforme bem acentuou a senhora Ane Alencar, representante do IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). E complementou dizendo: "a miséria encontra-se infiltrada nos grandes centros urbanos  do país."

Aqueles que cometem desmatamentos na Amazônia, o fazem com vistas a auferir lucros exorbitantes, ante a especulação imobiliária e produção de alimentos. Consequentemente, desmatamentos não geram riquezas para o país, mas tão somente para quem destrói um patrimônio de tamanha importância nacional e mundial.

Grandes investidores internacionais não aceitam sob qualquer pretexto, de que o problema ambiental esteja na pobreza. A propósito, a senhora Mônica de Bolle, diretora de estudos latino-americanos e mercados emergentes da Universidade Americana Johns Hopkins, faz uma crítica aos interlocutores brasileiros, com a alegação de que nosso país caminha na contramão de outros países, gerando dessa forma, conflitos de interesses que vêm contribuindo para que possamos receber incentivos financeiros, conforme sempre se deu em governos anteriores.

Essa falta de um diálogo aberto, franco, equilibrado e respeitoso entre nações, contribui fortemente para que o protecionismo continue a existir através de políticas públicas condenáveis, submetendo-se a interesses espúrios ou escusos, dando-se margem à continuidade da corrupção, tão combatida através de palavras, mas sem atitudes concretas que possam demonstrar o contrário. 

 

Rio Pomba - MG. janeiro de 2020.

Aristides  Souza  Gomes

  






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Crônicas Aristides Souza
30/01/2020
Ato de Bravura e Heroísmo
24/01/2020
Uma fala intempestiva
10/01/2020
O Homem que Venceu o Medo
22/12/2019
Tempo do Advento
29/11/2019
A Verdadeira Amizade
11/11/2019
A Decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal
29/10/2019
O Sínodo da Amazônia
03/10/2019
Semana Nacional do Trânsito
18/09/2019
Independência do Brasil
29/08/2019
O Diálogo é a Base de Tudo
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br