PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Consome marcas ecologicamente corretas? 76.5%
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva? 8.9%
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente? 7.5%
Economiza energia? 7.0%

Total de Votos: 213


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 5249928
 Online Agora: 17
Nacionais
Postada por:  Redação (Carmen Lúcia Marini Vieira Júlio),  em  22/07/2013 às 15h07
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Prevenção a agressões contra a mulher
O Brasil tem crescido em uma estatística nada feliz: o país contabiliza a 7ª maior taxa de homicídios femininos. A cada hora, 10 mulheres são vítimas de violência no Brasil. Em 70% dos registros, o agressor é o companheiro ou o cônjuge da vítima.

22/07/2013 às 15h07

O Brasil tem crescido em uma estatística nada feliz: o país contabiliza a 7ª maior taxa de homicídios femininos. A cada hora, 10 mulheres são vítimas de violência no Brasil. Em 70% dos registros, o agressor é o companheiro ou o cônjuge da vítima.

O Governo Federal acaba de anunciar uma campanha de "tolerância zero" à violência contra as mulheres, que vai envolver a construção de centros de atendimento integrado, campanhas de conscientização e melhoria no atendimento em hospitais e postos policiais.

Todo esforço para minimizar esses números é bem vindo. Mas acredito que, além do suporte à mulher que já sofreu a agressão, há um trabalho anterior a ser feito: o de dar a essa mulher a confiança e os caminhos para que ela não seja agredida.

As estatísticas mostram que ainda hoje é baixo o número de mulheres que chegam a denunciar as agressões, por vergonha ou medo. Falta a essas mulheres a confiança em si, em sua força e em sua capacidade para evitar a agressão a si mesma (muitas vezes também a seus filhos) e, em último caso, para denunciar.

Quando se fala em defesa pessoal, se fala em direito à vida. Venho de Israel, um país que conhece de perto as guerras e os ataques inimigos. Desde criança, aprendi que a única chance de se ganhar uma situação de violência é enfrentando-a e que as ferramentas para isso são a coragem e confiança em si mesmo, o equilíbrio emocional, a mudança de postura frente à vida e o respeito a si próprio e ao seu oponente.

Quando as mulheres descobrem que, apesar de não ter a mesma força física do homem, ela é capaz de se defender de forma simples e eficiente, ela adquire confiança. Quando ela percebe que a sua vida e a vida de seus filhos está em perigo e que ela pode fazer parte da solução para esse tipo de ameaça, ela muda a sua postura frente ao risco.

Desde os anos 90, a Federação Sul Americana de Krav Maga, da qual sou fundador, tem atuado em todo o país na difusão dessa técnica israelense de defesa pessoal que permite a qualquer pessoa, independente de sexo ou força física exercer seu direito de voltar bem para casa. Trata-se de um trabalho responsável, realizado a partir de uma preparação rigorosa de instrutores, que garante às pessoas que pratiquem o Krav Maga uma técnica eficaz. Hoje, 30% de nossos alunos são mulheres e há um esforço de nossa parte para mostrarmos ao público feminino que a pratica do Krav Maga se difere dos esportes de luta. Trata-se de um modo de melhorar a percepção, de adquirir um comportamento mais atento nas ruas, em locais públicos ou mesmo em casa, quando há uma situação de risco com um parceiro agressor, por exemplo, e de sobreviver.

O cuidado às vitimas de agressões deve ser intensificado para que a mulher se sinta segura e amparada para denunciar. Mas acredito que é possível mudarmos definitivamente as estatísticas da violência brasileira contra a mulher se acreditarmos em um trabalho de prevenção, realizado com especialistas capacitados e preparados adequadamente para esta finalidade.

 *Mestre Kobi Lichtenstein é fundador da Federação Sul Americana de Krav Maga, responsável pelo Krav Maga oficial no Brasil, Peru e Argentina. Recebeu a última graduação do Grão-Mestre Imi Lichtenfeld em janeiro de 1996, a faixa preta 6º Dan. Em maio de 2011, recebeu a graduação de honra 8º Dan do presidente da Federação Israelense de Krav Maga. É, ainda, autor de quatro publicações sobre o tema.

 *Mestre Kobi Lichtenstein

                                                                                                                                                     kravmaga@kravmaga.com.br




Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Nacionais
09/07/2020
Atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica é serviço essencial, defin...
25/06/2020
Mais 2,5 mil equipes de Saúde da Família passam a integrar programa de informati...
09/06/2020
Covid-19 e o novo cenário do saneamento
03/06/2020
Cerca de 11 milhões de brasileiros aguardam para receber o auxílio emergencial
19/05/2020
Governo lança campanha que incentiva denúncias de violência doméstica
15/05/2020
A vacina da solidariedade
14/05/2020
Mensagens do “Maio Amarelo” aos milhares de motoristas que trabalham nas estrada...
14/05/2020
Governo Federal libera R$ 16,5 milhões para obras de saneamento em 15 estados br...
14/05/2020
Brasil se antecipa na contratação de trabalhadores da saúde durante a pandemia
14/05/2020
A Constituição e os Deveres do Presidente
12/05/2020
"Quem é quem" na rede do esgoto”: eficiência dos serviços só é atingida com cole...
05/05/2020
Bolsonaro nomeia Rolando Alexandre de Souza, braço direito de Alexandre Ramagem,...
30/04/2020
O Dia do Trabalho
17/04/2020
Apreensão da Receita Federal reforça combate ao novo coronavírus
13/04/2020
“Seleção Brasileira – Paixão de um Povo”, resgata a memória do nosso futebol em ...
13/04/2020
Fake news: como não repassar informações erradas durante pandemia do novo corona...
02/04/2020
Justiça autoriza saque de R$ 500 milhões nas contas da Vale
27/03/2020
PANDEMIA, mais uma!
25/03/2020
O pânico coletivo gerado pelo coronavírus
20/03/2020
Conflitos pela água
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br