PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 3311208
 Online Agora: 19
Estaduais
Postada por:  Redação,  em  08/07/2013 às 08h32
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Presidente da ALMG acompanha beatificação de Nhá Chica
Celebração religiosa reúne 30 mil pessoas em Baependi, no Sul de Minas

08/07/2013 às 08h32

Ao lado do governador Antonio Augusto Anastasia, o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, deputado Dinis Pinheiro (PSDB), acompanhou no sábado (4/5/13) a cerimônia de Beatificação de Nhá Chica, realizada em Baependi (Sul de Minas). Também acompanharam a solenidade, entre outras autoridades, os deputados Antônio Carlos Arantes (PSC), Dalmo Ribeiro Silva (PSDB), Sávio Souza Cruz (PMDB), Ulysses Gomes (PT) e a deputada Maria Tereza Lara (PT). A presidente Dilma Rousseff foi representada pelo ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

A beatificação de Nhá Chica é mais uma etapa no processo de canonização dessa mineira, a primeira beata negra do Brasil, filha de escravos. A missa foi presidida pelo cardeal Angelo Amato, prefeito da Congregação das Causas dos Santos, que representou o Papa Francisco, e pelo bispo de Campanha (Sul de Minas), Dom Diamantino Prata de Carvalho.

Uma multidão estimada em 30 mil pessoas acompanhou a celebração religiosa em Baependi, que também reuniu 400 religiosos, entre bispos, padres, diáconos e freiras; e 200 profissionais de imprensa. Toda a cidade foi decorada em branco e dourado, as cores do Vaticano. Quatro corais se apresentaram durante a cerimônia religiosa: 120 cantores dos municípios de Baependi, São Lourenço, Caxambu e Lambari.

Para que um religioso seja declarado beato, deve ser atribuído a ele um milagre reconhecido pela Igreja Católica. Para que se torne santo, deve ser comprovado um segundo milagre. No caso de Nhá Chica, foi reconhecida a cura da professora Ana Lúcia Meirelles Leite, moradora de Caxambu. Ela tinha um problema congênito de hipertensão pulmonar, que desapareceu em 1995, sem explicação médica.

Assessoria de Comunicação da ALMG




Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Estaduais
22/11/2013
Estimativas do IBGE aumentam FPM de 43 municípios de Minas
17/10/2013
Painel traça perfil dos crimes contra os idosos
27/08/2013
Hospitais terão que informar atendimento a pessoa ferida com arma
22/07/2013
Presidente da Assembleia recebe Diretoria do Sindijori
08/07/2013
Presidente da ALMG acompanha beatificação de Nhá Chica
01/07/2013
Defesa da igualdade marca Medalha da Inconfidência
20/06/2013
Ex-presidente Lula é Cidadão Honorário de Minas Gerais
28/05/2013
Fim dos lixões é o grande desafio dos municípios
   COLUNISTAS  
Rodrigo Oliveira
Economia
Valéria Áureo
Crônicas
Luiz Flávio Gomes
Crônicas
Marcos Morita
Economia
Celinho Gaudereto
Esportes
Naico
Naico na Sociedade
Redação
Editorial
Geraldo Santão
Crônicas de Santão
Carmen Lúcia
Carnet Social
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br