PÁGINAS  
   ENQUETE  
Qual a sua preocupação com o meio ambiente?
Utiliza as lixeiras de coleta seletiva?
Tem o hábito de reciclar lixo diariamente?
Economiza energia?
Consome marcas ecologicamente corretas?


   TEMPO AGORA  
   PUBLICIDADE  
   ESTATISTICAS  
Total de Visitas: 4023878
 Online Agora: 8
Nacionais
Postada por:  Redação,  em  04/07/2013 às 16h59
Compartilhar no Orkut Comentários ( 0 ) Comentar Link: Fonte
Justiça Eleitoral cancela mais de 1,3 milhão de títulos
A Justiça Eleitoral cancelou 1.354.067 títulos dos eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas últimas três eleições. O prazo para regularização expirou no dia 25 de abril. Do total de 1.514.621 títulos passíveis de regularização, 155.663 ou 10,27% foram regularizados. Detentor do maior número de eleitores com o título passível de regularização, (372.691), o Estado de São Paulo registrou 41.375 pessoas que procuraram os cartórios eleitores para solucionar a situação.

04/07/2013 às 16h59

A Justiça Eleitoral cancelou 1.354.067 títulos dos eleitores que não votaram e não justificaram a ausência nas últimas três eleições. O prazo para regularização expirou no dia 25 de abril. Do total de 1.514.621 títulos passíveis de regularização, 155.663 ou 10,27% foram regularizados. Detentor do maior número de eleitores com o título passível de regularização, (372.691), o Estado de São Paulo registrou 41.375 pessoas que procuraram os cartórios eleitores para solucionar a situação. Em segundo lugar ficou o Rio de Janeiro com 13.735 títulos regularizados. A relação com nomes e inscrições dos eleitores faltosos foi publicada desde o dia 20 de fevereiro nos cartórios eleitorais de todo o país e os eleitores também puderam consultar sua situação no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na opção “Serviços ao eleitor”. A obrigação de regularizar o título não incluiu os eleitores chamados facultativos, ou seja, aqueles com menos de 18 anos e mais de 70 anos, além dos analfabetos e pessoas com deficiência para as quais o cumprimento das obrigações eleitorais seja impossível ou extremamente oneroso.

A Justiça Eleitoral promove o cancelamento do título dos eleitores faltosos no ano seguinte ao ano eleitoral. Por essa razão, o Distrito Federal realizou a  última regularização em 2011, uma vez que os eleitores do DF não votam nas eleições municipais.

Cancelamentos em 2011

Segundo a legislação, o eleitor que tiver o título cancelado ficará excluído da participação no pleito e, sem a prova de que exerceu o voto, justificou a falta ou pagou a respectiva multa, poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição. A irregularidade também pode gerar dificuldades para investidura e nomeação em concurso público, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

Quem não regularizou o título a tempo e constatar que teve seu documento cancelado deverá, a partir de agora, procurar um cartório eleitoral para normalizar a situação. O eleitor poderá reativar o título, inclusive com o mesmo número do que foi cancelado, após apresentar um documento de identificação, um comprovante de residência e preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE), além de pagar eventuais multas a fim de ficar quite com a Justiça Eleitoral e obter novamente o seu direito ao voto.

 

Justiça Eleitoral – Assessoria de Imprensa






Avaliação (Vote clicando) - 0 voto(s)
 (0.00)
12345678910

Deixar Comentário

[ 0 ] comentário(s)

Nenhum Comentário ou aguardando aprovação



 
.:: Mais Notícias sobre Nacionais
21/02/2019
Prefeitura Municipal de Rio Pomba - Concorrência nº 01/2019
18/01/2019
Maioria das rodovias brasileiras são inseguras e apresentam mau estado de conser...
29/12/2014
Igreja Católica no Brasil ganha mais um santuário
26/11/2013
Dia da Árvore: Um futuro mais verde para o Brasil
22/11/2013
Doações atenderam mais de 330 mil famílias no primeiro semestre
22/11/2013
IDHM seria melhor com avanço  da política de resíduos sólidos
18/10/2013
Energia elétrica sem desperdício
18/10/2013
Uma catadora em Paris: Coleta Solidária vira exemplo mundial
18/10/2013
DIGNIDADE MÉDICA
17/10/2013
TRANSPLANTES Ministério da Saúde lança campanha nacional para estimular doação ...
17/10/2013
O que uma criança tem a ensinar a um empreendedor?
17/10/2013
Como proteger o Brasil das espionagens americanas?
17/10/2013
Para Margarida, Brasil está no caminho certo no combate à violência contra mulhe...
15/10/2013
Arte pelo planeta
15/10/2013
CPMI da Violência contra Mulher é avanço para a sociedade brasileira, diz deputa...
15/10/2013
O Brasil muda de fisionomia  
15/10/2013
Assine + Saúde tem primeira vitória no Congresso Assessoria da Imprensa da ALMG
15/10/2013
Médicos Cubanos: Relação entre Conselho Federal de Medicina e Ministério da Saúd...
27/08/2013
Perfil dos presos no Brasil em 2012
25/07/2013
Não Estamos Entendendo Nada: Este é o Problema!
   COLUNISTAS  
Celinho Gaudereto
Esportes
Antônio Carlos
Conversa ao Pé do Fogo
Redação
Editorial
Naico
Naico na Sociedade
Carmen Lúcia
Carnet Social
Valéria Áureo
Crônicas
Geraldo Santão
Crônicas de Santão
Luiz Flávio Gomes
Crônicas
   PUBLICIDADE  
 
 
 
 
   
   
® O Imparcial
Rua Quirico Marini, 55 - Rio Pomba - Minas Gerais
Telefone: 32-3571-1822 / E-mail: jornal.oimparcial@uol.com.br